Dia Mundial da Terra

No último domingo (22) foi comemorado o Dia Mundial da Terra, mas você sabe como ele surgiu?

O que nós podemos fazer em prol do nosso planeta?

Você sabe para que serve esse dia?

Vamos começar do início…

Tudo começou no ano de 1969, após um enorme desastre petrolífero na cidade de Santa Bárbara no estado da Califórnia, EUA. Após esse incidente, muito jovens começaram a protestar em todo o país e no dia 22 de abril do ano seguinte, um senador norte americano chamado Gaylord Nelson, motivado pelos protestos dos jovens convocou o que foi denominado como o primeiro grande protesto contra a poluição e que levou mais de 20 milhões de pessoas às ruas de todo o país.

Incrível, né?

Mas essa data só foi ganhar reconhecimento internacional a partir do ano de 1990 e desde então é comemorado anualmente no dia 22 de abril o Dia Mundial da Terra em todo o mundo.

Esse é o maior dia do ano para o planeta terra!

Sabendo disso, vamos voltar às perguntas do inicio do texto: O que nós podemos fazer em prol do nosso planeta?

– É simples, protegê-lo! Como?

– Nosso planeta hoje sofre ameaças de diferentes formas em diferentes níveis, por exemplo:

  • Desmatamentos;
  • Escassez de água potável;
  • Extinção de espécies animais;
  • Aumento do nível dos mares;
  • Aquecimento global;
  • Catástrofes naturais como, tempestades, erupção de vulcões, terremotos, entre outras
  • Sabendo disso, nós cidadãos temos obrigatoriamente o dever de cuidar da nossa casa, o planeta terra, através de atitudes responsáveis que possam amenizar cada vez mais o sofrimento desse planeta tão sensível.

Você sabe para que serve esse dia?

– Essa é uma data para nos conscientizarmos sobre a importância da preservação e recuperação de recursos naturais (reflorestamento em áreas desmatadas, proteção de nascentes…), além da educação ambiental.

E ai? Aposto que você caro leitor, acabou de se lembrar de Iracambi, não é mesmo?

Eu tenho certeza que sim!

Iracambi possui um grande papel na sociedade (saiba mais sobre quem somos nós no endereço: https://br.iracambi.com/sobre-nos). Diariamente trabalhamos com ações que despertam nas pessoas um maior interesse em preservar e cuidar do nosso planeta. Trabalhamos sem medir esforços para que a Mata Atlântica seja um dia totalmente reflorestada voltando a seu tamanho original; para que todas as nascentes atualmente secas, possam voltar a brotar água em abundância (https://br.iracambi.com/os-programas-de-iracambi/florestas-para-agua), além de formarmos cidadão conscientes através do nosso programa de educação ambiental (https://br.iracambi.com/ecolideres).

Na foto, alunos do programa EcoLíderes em contato com um mapa da região onde Iracambi está inserido. Na ocasião eles puderam enxergar com uma maior amplitude todo o território que compõem nossa região, além de conseguirem visualizar com maior clareza áreas desmatadas. Despertando assim um maior interesse pela preservação!

Reflorestamento sendo realizado em área de pastagem para recomposição da mata e consequentemente proteger uma nascente localizada logo abaixo dessa área.

Atualmente estamos iniciando um novo programa de agroecologia com o intuito de ver esse programa replicado em todas as comunidades ao redor, levando não somente alimento à mesa do produtor, mas também renda através da produção excedente ou até mesmo em larga escala com uma produção voltada para o abastecimento do comércio de modo geral, tudo isso sem deixar de lado a preservação da mata e a proteção das espécies de animais através dos SAF’s (Sistemas Agroflorestais).

Exemplo de um SAF em fase inicial no Sítio de dois grandes parceiros, Bruno e Demian, nas fotos pode-se observar a intercalação de espécies como bananeiras, citrus, café, abacate, castnha, entre outras.

Fantástico, não?

Estamos fazendo a nossa parte é uma tarefa árdua, mas compreendemos que cuidar do meio ambiente é como plantar uma semente, não é necessário apenas plantá-la, mas também, ter um cuidado com o tipo de solo que será preparado para o seu plantio, irrigá-la, eliminar possíveis pragas e principalmente, protegê-la para que ninguém possa destruí-la, e com o nosso planeta não é diferente, é preciso um cuidado e uma proteção diária, sem isso, ele sofrerá cada vez mais e consequente nós, que aqui vivemos!

Aluno do programa EcoLíderes fazendo a sua parte plantando uma muda de Palmeira Jussara.

Começar a pensar nisso hoje é um primeiro passo, mas que tal pensarmos nisso todos os dias a partir de agora?

Luiz Henrique Janunzi
Técnico em Informática

0